Ensino: Licenciaturas

Licenciatura em Ciência de Computadores

Brochura do curso

Descrição

 

A licenciatura em Ciência de Computadores proporciona uma sólida formação em programação dando especial ênfase aos fundamentos científicos que tornaram possível que os computadores sejam atualmente ferramentas potentes e imprescindíveis.

 

Os licenciados adquirem competências nas áreas de programação, fundamentos, sistemas de informação, administração de sistemas e redes, e tecnologias web, e capacidade para, por si ou em equipa, desenvolver aplicações computacionais de razoável dimensão, sabendo fazer a escolha apropriada de algoritmos, linguagens, bibliotecas e interfaces com o utilizador.

 

Os fundamentos lecionados nesta licenciatura são essenciais para quem pretenda manter-se um(a) profissional atualizado(a) e com grande capacidade de adaptação, ou para quem queira prosseguir estudos nesta área a nível de mestrado ou doutoramento.

 

Saídas Profissionais

 

Um licenciado em Ciência de Computadores será um profissional qualificado para trabalhar em várias vertentes da informática como, por exemplo: o desenvolvimento e manutenção de software, o desenvolvimento de sistemas de informação, a criação e desenvolvimento de aplicações para a Web e a criação de conteúdos multimédia. Deste profissional espera-se que seja capaz de integrar equipas de desenvolvimento de projetos de software, contribuindo com soluções inovadoras e com uma capacidade de análise crítica das soluções que lhe são apresentadas. O licenciado tem também competências básicas ao nível da administração de sistemas o que lhe permitirá integrar equipas de apoio a infra-estruturas informáticas tais como as existentes em empresas de média ou grande dimensão e instituições do estado e privadas. Finalmente, um licenciado em Ciência de Computadores estará, igualmente, habilitado a prosseguir os seus estudos ao nível de um 2º ciclo.

 

 

 

[Página do curso na FCUP →]

[Página do curso na DGES →]

 

Alterações do Plano de Estudos

São apenas feitas algumas alterações em UCs optativas pelo que o plano é válido para todos os estudantes.

  • A UC "Estágio" passa para 12 ECTS para que as horas de estágio/contacto na empresa reflitam as horas de trabalho  dos estudantes planeadas para esta UC.
  • A UC "Iniciação à Investigação Científica" passa a chamar-se “Projeto" para permitir ser mais abrangente nos trabalhos propostos. 

 

 

Novas opções em M/F:

  • "Análise Numérica";
  • "Teoria dos Números e Aplicações".

 

 

Novas opções em CC:

  • ”Laboratório de Programação"  (obrigatória no MI:ERSI);
  •  "Programação Concorrente”: fundamentos de sistemas concorrentes; complementa tópicos de “Sistemas de Operação;
  •  "Programação Competitiva”: complementa conhecimentos em "Algoritmos" e consolida competências na resolução de problemas e desenvolvimento de programas eficientes;
  •  "Programação de Dispositivos Móveis”:  foca tecnologias atuais de aplicações móveis seguras usando recursos limitados.